POLICIAL

Polícia do Paraguai prende acusado de matar o radialista Alemão Louco

Ele foi preso no Paraguai

Mal. Cândido Rondon, Paraguai
Preso | 27/04/2016 09h53

O radialista foi morto a tiros no dia 13 de agosto de 2009, dentro da Rádio FM, de sua propriedade, em Porto Marangatu, no Paraguai (Foto: Reprodução web )

A Polícia do Paraguai  prendeu nesta terça-feira  (26), Ricardo Barcelos, acusado da morte do radialista rondonense, Hilário Ermindo Khel, de 67 anos, conhecido como "Alemão Louco".

O radialista foi morto a tiros no dia 13 de agosto de 2009, dentro da Rádio FM, de sua propriedade, em Porto Marangatu, no Paraguai. O autor do crime, Ricardo Barcelos, que era um de seus funcionários, conseguiu fugir e passou a ser procurado pela Polícia.

Em dezembro de 2011, informações davam conta que Barcelos teria sido assassinado a tiros no Paraguai, por supostos traficantes.

No entanto, na semana passada foi confirmado que ele está vivo e que pessoa que foi morta não era Barcelos, e apenas estava com seus documentos em um dos bolsos.

Testemunhas informaram também que Ricardo Barcelos teria retornado recentemente para Marangatu e estaria escondido naquela região.

O Comissário de 1º de Março imediatamente iniciou as buscas e acabou localizando e prendendo o acusado que passava parte do tempo escondido em uma área de mata.

Durante a madrugada ele buscava abrigo em uma residência, onde acabou sendo encontrado.

Como não existe nenhum crime praticado oficialmente por ele no Brasil, o Comissário de Polícia, deverá entregar o preso para as autoridades de Cidade do Leste.

Barcelos teria confirmado que matou o radialista Hilário Khel, por causa de desentendimento em um acerto trabalhista.

Durante os mais de 5 anos que esteve foragido, além do Paraguai, Ricardo Barcelos ficou escondido em Toledo e Entre Rios do Oeste.

O Comissário de 1º de Março, responsável pela sua captura, recebeu o apoio de outros Comissários do Paraguai e da Polícia de Salto Del Guairá para agilizar a localização e prisão do criminoso.

Com informações de Rádio Educadora


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp