COTIDIANO

Vereadores de Quatro Pontes avaliam as peculiaridades desta legislatura

Quatro Pontes
ULTIMA SESSÃO | 13/12/2016 08h14

Vereadores de Quatro Pontes avaliam as peculiaridades desta legislatura (Foto: Divulgação )

A última sessão do ano realizada nesta segunda-feira (12), foi marcada com discursos emocionantes na Câmara de Vereadores. O que se pode notar durante este mandato, foi uma Câmara com vereadores atuantes, que através da fiscalização, colaboraram com a pujança do município. No entendimento de ambos os parlamentares, foram duras as críticas que receberam por desempenhar este papel, muito embora sendo a sua obrigação. Em cada canto da cidade onde passaram, foram cobrados pela população, receberam elogios pela tenacidade e postura adotada, respaldados sempre na idoneidade, lisura e probidade.

No uso da tribuna a Vereadora Gislaine dos Santos avaliou que estes quatro anos foram atípicos e de muito aprendizado. Dos diversos requerimentos e indicações elaborados por ela, nenhum foi atendido pelo executivo, no entanto, milhares de reais foram aprovados na área da saúde, bandeira defendida pela parlamentar.

Defensora do diálogo, a vereadora e também presidente no primeiro biênio (2013 a 2014), Cleunice Majolo, lembrou das conquistas do seu pleito como um carro próprio para o Legislativo e o título de Câmara mais econômica. Enalteceu o trabalho de todos os colegas, ressaltando sempre a união que existiu durante esta legislatura. A vereadora lembrou ainda que esta foi a Câmara destaque devido a participação das mulheres, com quatro representantes femininas.

A Presidente e Vereadora Solange Ferreira da mesma forma falou do ineditismo por ser uma Câmara com tantas mulheres parlamentares, inclusive duas delas, presidindo o legislativo.  Solange recordou de sua caminhada e considerou que através do esforço mútuo é que se colhe bons frutos. De acordo com ela, foram diversos requerimentos atendidos, e muitas metas cumpridas enquanto presidente e agradeceu a todos colegas pela união e compreensão.

Por sua vez o Vereador César Seidel se sentiu honrado por ter feito parte de um legislativo atuante, que durante quatro anos fiscalizou, debateu e se empenhou em dar plenitude para que o município lograsse êxito em suas demandas. Canela lembrou que este é um clico que se encerra para que outro se inicie, e mencionou que esta foi uma Câmara diferente, com debates acalorados, admitindo ser isto um exemplo da mais pura democracia.

O vereador mais jovem da comarca, Tiago Hansel disse que esta legislatura ficará na história do município, por ter companheiros aguerridos e comprometidos, sempre pensando no melhor para o município. Falou da diversidade de pensamentos, e profissões entre os vereadores, o que contribui para uma Câmara inteligente, com debates construtivos, “somos todos uma grande família, e como toda família, sorrimos, discutimos, nos abraçamos e seguimos adiante, pensando sempre no bem da nossa comunidade” disse.

Vereador por 16 anos, João Laufer falou de sua caminhada e histórico de sucesso.  Com muito trabalho, João sempre foi defensor da bandeira da saúde, e garantiu que a partir do ano que vem, Quatro Pontes terá uma saúde digna e humana. Deu as boas vindas aos vereadores eleitos, e ponderou que no próximo mandato, uma de suas características será o diálogo e o bom senso, “uma cidade precisa crescer com ajuda de todos, e a partir do ano que vem, o único partido que iremos defender é o partido  chamado Quatro Pontes, onde através do diálogo iremos conduzir com muita transparência o nosso município”, assegurou.

O Vereador Carlos Becker agradeceu a todos amigos vereadores pela bagagem e conhecimento adquirido nesta jornada e avaliou de forma positiva o desafio de ser vereador, “a maturidade que adquirimos nesta caminhada é muito importante, e estamos felizes por poder contribuir com a nossa comunidade, representado-a nas mais diversas demandas”, disse.

A vereadora Vilma agradeceu a todos vereadores pelo os anos de trabalho junto ao legislativo.

Com muitas peculiaridades, o Poder Legislativo de Quatro Pontes, encerra com a sensação de missão cumprida, pois além de centenas de requerimentos e indicações enviados para prefeitura, com objetivo de dar condições melhores de vida ao munícipe, porém pouco deles sendo atendidos, a Câmara por outro lado se mostrou sempre parceira do executivo, aprovando quase que em sua totalidade os projetos, em uma soma aproximada de 45 milhões de reais, o que comprova mais uma vez que teve em sua composição, vereadores preocupados com a causa pública, e sobretudo com as pessoas que vivem no município.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp