ESPORTES

Real passa sufoco contra Kashima, mas conquista o penta mundial

Japoneses chegam a estar vencendo no tempo normal e reclamam de não expulsão de Sergio Ramos

Geral
Mundial Interclubes | 18/12/2016 11h52

Real comemora o penta mundial (Foto: Globo Esporte )

Quem poderia imaginar que o clube mais rico do mundo, cheio de jogadores consagrados, passaria sufoco numa decisão de Mundial de Clubes contra o representante do país-sede? Foi exatamente o que aconteceu neste domingo, em Yokohama. O Real Madrid foi campeão com a vitória por 4 a 2 sobre o Kashima Antlers na prorrogação, após empate em 2 a 2 no tempo normal. Mas levantar a taça no Japão – a quinta do Mundial – se tornou uma tarefa muito mais árdua do que os espanhóis esperavam. Para delírio de sua legião de fãs, Cristiano Ronaldo fez três gols na decisão e garantiu mais um troféu num 2016 praticamente perfeito individual e coletivamente. Ainda igualou Pelé, então o único jogador a ter marcado três vezes numa final do torneio: em 1962, na vitória do Santos por 5 a 2 sobre o Benfica.

Com o título conquistado em Yokohama, o Real Madrid se tornou ainda o maior campeão mundial, levando-se em consideração os dois formatos da competição. Antes, com a disputa entre o campeão da Libertadores e da Liga dos Campeões, e a partir de 2000, com uma pausa até 2005, seguindo o formato atual elaborado pela Fifa. São cinco títulos, contra quatro do Milan. Boca Juniors, Peñarol, Barcelona, Bayern de Munique, Nacional (URU) e São Paulo têm três conquistas.

Com informações de Globo Esporte


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp