POLICIAL

Criminosos pegam mais de 100 anos de prisão pela morte do casal de empresários de Nova Santa Rosa

Telmar e Laire Arenhardt foram brutamente assinados durante um assalto

Nova Santa Rosa
condenados | 11/01/2017 17h12

Telmar e Laire Arenhardt foram brutamente assinados durante um assalto (Foto: Reprodução )
Harri mecanica

O juiz da Vara Criminal da comarca de Marechal Cândido Rondon, Clairton Mario Spinassi, sentenciou a mais de 100 anos de prisão os três acusados de envolvimento no assassinado do casal Telmar e Laire Arenhardt, durante latrocínio no município de Nova Santa Rosa, em novembro de 2015.

Os envolvidos são Kleberson Pereira de Freitas, autor dos golpes de faca que resultaram na morte das vítimas. Ele foi sentenciado a uma pena de 40 anos de reclusão; a mesma pena recebeu Eduardo Carlos Batista e também Fábio Gonçalves da Silva. Além de receber 40 anos de prisão cada um pelo crime cometido contra o casal de empresários em Nova Santa Rosa, cada um pegou uma pena de mais um ano de reclusão por corrupção de menores, uma vez que havia um menor envolvido no crime.

O crime

Por volta das 23h, de uma terça-feira, dia 10 de novembro de 2015, quatro pessoas teriam chegado ao local armados com revólveres e facas. O casal de proprietários do estabelecimento, Telmar e Laire Arenhardt estava na cozinha do restaurante, adiantando o serviço para o dia seguinte e foi surpreendido pela ação dos marginais.

Um dos assaltantes, Kleberson Pereira de Freitas, teria sido reconhecido pelas vítimas porque costumeiramente pegava para marmita no estabelecimento comercial. O casal recebeu golpes de faca no pescoço. Depois do crime, os marginais fugiram levando uma caminhoneta S-10 de propriedade dos empresários.

Com a sentença do Juiz, a soma das penas dos três condenados chega a 123 anos de prisão pela morte do casal de empresários de Nova Santa Rosa Telmar e Laire Arenhardt, ocorrida no dia 10 de novembro de 2015.

Com informações de A Gazeta Web


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp