COTIDIANO

Nova Santa Rosa recebeu a segunda parte do convênio do Sistema Integrado de Coleta Seletiva

O objetivo é implantar nos municípios, cooperativas de catadores de materiais recicláveis

Nova Santa Rosa
CONVÊNIO | 20/03/2017 17h18

O Prefeito de Nova Santa Rosa, Norberto Pinz recebeu nesta quinta-feira (16) a Chefe do Departamento de Educação Ambiental Tereza Lemes. O Técnico Ambiental, Henrique Nadolny. Além da Gestora Municipal de convênios Noeli Schulz, e a Representante do Departamento de Meio Ambiente, Larissa Meneguine. Na ocasião, foi entregue a segunda parte do Convenio do Sistema Integrado de Coleta Seletiva.

Na primeira etapa os municípios receberam um caminhão para a Coleta Seletiva. O caminhão é composto por coletor com movimentação de carga retilínea, descarregamento mecânico em nível, dotado de tanque para coletar óleo de fritura com capacidade mínima de 200 litros, além de plataforma retrátil de apoio na traseira para os trabalhadores da coleta. A segunda parte do Convênio contempla a capacitação, com a parceria do Instituto das aguas e o programa EccoCidadão/ Sanepar.

Objetivo

O objetivo é implantar nos municípios, cooperativas de catadores de materiais recicláveis. A Ascarosa – Associação de Catadores de Materiais Recicláveis e/ou Aproveitáveis de Nova Santa Rosa, é um exemplo de Coleta Seletiva.

Contrapartida
Como contrapartida, os municípios deverão disponibilizar barracão para triagem dos recicláveis, motorista para o veículo da coleta, combustível e a manutenção dos equipamentos. Priorizar a participação de cooperativas ou de outras formas de associações de catadores de materiais recicláveis no município, apoio técnico e equipamentos para a triagem dos materiais recicláveis, retirando os catadores desses materiais das ruas, dando-lhes condições dignas de trabalho nos barracões de triagem.

Coleta seletiva

Atualmente no Brasil apenas 18% dos municípios têm coleta seletiva, enquanto no Paraná são 50%, entre eles Nova Santa Rosa, que instituiu o sistema de coleta seletiva no ano de 2015. A coleta é feita todas as quintas-feiras no período da manhã e passa por todas as ruas da cidade. A meta é que todos os municípios paranaenses tenham sistema de coleta seletiva. Isso contribui para o desenvolvimento social e ambiental do Estado. O Estado irá investir R$ 400 mil em cada município. “A meta até 2018, é atender a todos os municípios paranaenses de pequeno e médio porte com a coleta seletiva, e o prefeito Norberto e a população de Nova Santa Rosa podem continuar a contar com o nosso trabalho”, garantiu Schiavinato.

Material reciclável

Através da reciclagem os materiais separados poderão ser utilizados como matéria prima para a fabricação de um novo produto. É aí que entra a coleta seletiva de lixo que nada mais é que a separação e acondicionamento de materiais que podem ser reciclados, como, papéis, metais, plásticos e vidros, entre outros. O lixo orgânico, que são restos de alimentos, cascas de frutas, legumes, folhas e até a erva de chimarrão deve ser separados do restante, pois podem ser transformados em adubo.

A reciclagem é essencial para a economia de recursos naturais como a água e energia, recursos que estão cada vez mais escassos, e, sobretudo para diminuir o impacto ambiental causado pelo lixo gerado.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp