COTIDIANO

Paraná intensifica ações de apoio à comercialização de produtos orgânicos

O Paraná é o maior produtor brasileiro do gênero e está entre os estados com maior número de propriedades certificadas

Paraná
ALIMENTOS SAUDÁVEIS | 15/04/2017 08h57

Paraná intensifica ações de apoio à comercialização de produtos orgânicos (Foto: Divulgação SETI )

Nos últimos meses, o PPCO -Programa Paranaense de Certificação de Orgânicos- tem intensificado as ações de apoio à comercialização de produtos orgânicos. O Paraná é o maior produtor brasileiro do gênero e está entre os estados com maior número de propriedades certificadas. 

O PPCO é um programa público que orienta e capacita os produtores, além de auditar e certificar a produção de alimentos orgânicos. Em seu oitavo ano de funcionamento, o programa tem aumentado sua credibilidade junto aos agricultores. Desde 2013, 634 propriedades já receberam certificação. 

“O programa se fortaleceu ao longo dos anos e vem avançando com diversas ações realizadas pelos sete núcleos das universidades estaduais, do Centro Paranaense de Referência em Agroecologia e da ONG Ecovida. Temos dado o suporte necessário, principalmente ao pequeno agricultor, para que também se fortaleça no mercado”, ressaltou o professor Ednaldo Michellon, do Departamento de Agronomia da UEM -Universidade Estadual de Maringá- e um dos gestores do PPCO. 

Michellon ressalta que um dos grandes gargalos mundiais no que se refere aos orgânicos é a comercialização. Para mudar este cenário, o Governo do Paraná tem incentivado e promovido ações para apoiar os agricultores neste aspecto. “Uma grande conquista foram as feiras de produtos orgânicos realizadas atualmente em diversas regiões do estado com o apoio dos nossos núcleos. Também estamos motivando as compras institucionais, trabalhando para a criação de associações de consumidores para que comprem diretamente das associações de produtores de orgânicos”, afirmou Michellon.

Site

O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, destacou o valor social do programa. “Por meio do programa estamos conseguindo levar maior conscientização aos agricultores sobre os benefícios da agricultura orgânica para a saúde da população e para o meio ambiente. Sem contar os benefícios para o agricultor que tem seu produto valorizado no mercado com a certificação”, disse.

A equipe do programa também está desenvolvendo um site, que será lançado no segundo semestre deste ano, que deve ser um canal entre produtores e comerciantes e consumidores. “Pelo site será possível identificar os produtores da região e que tipos de orgânicos eles produzem, por exemplo, possibilitando que o comerciante encontre o produto que procura com facilidade e entre em contato com o produtor através do site,” explicou o gestor da Unidade Gestora do Fundo Paraná, Luiz Cezar Kawano. A mesma ação de divulgação também prevê a colocação de placas nas propriedades certificadas, identificando-as como produtoras de orgânicos e ainda um kit a ser usado pela equipe do programa com vestuário e acessórios para que sejam facilmente identificados nas propriedades. 

O PPCO envolve a Seti -Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior-, por meio das universidades estaduais; o CPRA -Centro Paranaense de Referência em Agroecologia-, vinculado à Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento; o Tecpar, que é o órgão certificador, e ainda a Ong Ecovida, parceira do programa. 

Com informações de Agência Estadual de Notícia


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp