POLICIAL

Investigações devem apontar se assaltantes presos após capotar caminhonete de rondonense tem envolvimento em outros assaltos

Os dois presos ficaram feridos; um gravemente

Mal. Cândido Rondon
presos | 17/04/2017 14h39

Assaltantes recuperaram a caminhonete e parte do dinheiro, joias e celulares também foi recuperada (Foto: Divulgação )

Foi realizada no final da manhã desta segunda-feira (17) uma coletiva de imprensa onde foram repassados detalhes sobre a prisão de dois ladrões ocorridos no final da noite deste domingo (16). Dois bandidos foram presos após os mesmo capotarem o veículo tomado em assalto.

Após a comunicação do assalto que ocorreu na Rua Minas Gerais, onde uma pessoa foi levada como refém, juntamente com dinheiro, celulares, joias e uma caminhonete Hilux, toda a rede policial da região foi acionada. Equipes da Polícia Militar de Mercedes avistaram a caminhonete em alta velocidade passado pela rodovia naquela cidade e iniciaram o acompanhamento tático. Equipes do BPFron também realizaram o acampamento. Na entrada de Guaíra, o ladrão que conduzia a Hilux acabou colidindo em outro veículo e capotando por diversas vezes a caminhonete. No capotamento os dois ladrões foram ejetados do veículo.

Um dos assaltantes de 19 anos, teve traumatismo craniano e o outro, de 21anos, sofreu fratura exposta na perna. Os dois foram identificados, a principio um deles seria rondonense e o outro morador da comarca de Marechal Rondon, mas para não atrapalhar as investigações os nomes e endereços estão sendo mantidos em sigilos.

Agora, seguem as investigações das forças policiais da cidade para a localização do elemento que estava envolvido no mesmo assalto e ficou fazendo guarda do refém, dono da caminhonete. O refém foi liberado na Linha Sanga Mineira, proximidades do portal de entrada da cidade de Mercedes. O criminoso fugiu com uma motocicleta.

Também está sendo investigado a participação da quadrilha nos demais assaltos ocorridos nos últimos dias em Marechal Rondon e Mercedes. Onde a ação foi similar, com pessoas sendo levadas de refém e deixadas entre Mercedes e Guaíra.

Segundo o Capitão Nairo, do BPFron, é possível que se tenha desdobramentos do caso durante esta semana, após diligencias que estão sendo feitas por equipes da PM, BPFron e Polícia Civil.


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp