COTIDIANO

3,1 milhões de paranaenses podem se vacinar contra a gripe

O objetivo agora é vacinar pelo menos 90% do público-alvo

Paraná
PREVENÇÃO | 17/04/2017 17h00

3,1 milhões de paranaenses podem se vacinar contra a gripe (Foto: Arquivo/ ANPr )

 Começa nesta segunda-feira (17) a campanha de vacinação contra a gripe. No Paraná, 3,1 milhões de pessoas estão aptas para receber a vacina em 2017. Diferente dos outros anos, em que a meta era 80%, o objetivo agora é vacinar pelo menos 90% do público-alvo.

Pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional têm direito à vacina. O maior público no Estado são os idosos, com 1,1 milhão de pessoas.

Neste ano, professores do ensino regular e superior em atividade nas instituições públicas e privadas também poderão ser vacinados. A estimativa deste público no Estado chega a 144 mil profissionais. A definição para a vacinação desta população fica a critério dos municípios. A recomendação é que as escolas encaminhem a lista de professores ativos para a unidade de saúde local. 

“A vacina reduz as complicações, as internações e as mortes por infecções pelo vírus da influenza. Ela é segura e contraindicada apenas para alérgicos a ovo ou produtos derivados”, garante o coordenador estadual de Imunização, João Luís Crivellaro.

É importante destacar que deve ser respeitado o intervalo de 30 dias entre a vacina da influenza e a vacina da dengue, oferecida em 30 municípios do Paraná até o dia 7 de abril. No sábado,13 de maio, acontece o Dia D da campanha. Na ocasião, as unidades de saúde funcionam durante todo o sábado para ampliar o atendimento e facilitar o acesso à vacinação.

Distribuição

O MS -Ministério da Saúde - já distribuiu 42% das doses destinadas ao Paraná. Os primeiros 30% foram recebidos no início de abril. Nesta semana, o Estado vai distribuir mais 12% a todos os municípios. As vacinas são repassadas conforme a necessidade de cada cidade. Os próximos repasses ainda não têm data definida pelo MS.

Com informações de Agência Estadual de Notícia


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp