POLICIAL

Câmara organiza audiência pública para discutir qualidade dos serviços dos Correios

Câmara organiza audiência pública para discutir qualidade dos serviços dos Correios

Mal. Cândido Rondon
AUDIÊNCIA PÚBLICA | 19/04/2017 17h19

Reunião na Câmara de Vereadores definiu a pauta da audiência pública (Foto: Cristiano Viteck )
Harri mecanica

O Poder Legislativo vai promover no próximo dia 03, a partir das 18h30, audiência pública para discutir com a comunidade a qualidade dos serviços dos Correios em Marechal Cândido Rondon. O evento é motivado em razão das constantes reclamações da população, que é prejudicada pelos atrasos nas entregas de correspondências e encomendas. Isso sem contar as regiões da cidade que não são atendidas pelo serviço de entrega. Com a audiência pública, a intenção é sensibilizar as direções regional e nacional dos Correios para que melhorem o atendimento.

Na tarde desta quarta-feira (19), os vereadores Josoé Pedralli e Cleiton Freitag (Gordinho do Suco) reuniram-se com os assessores dos demais edis para tratar dos preparativos. A reunião teve a participação de Sérgio Luciano Costa da Silva, diretor do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Similares do Estado do Paraná – Sintcom/PR. Ele esclareceu aos representantes do Poder Legislativo quais as dificuldades enfrentadas pelos carteiros para atender a demanda de entregas na cidade rondonense.

O maior de todos os problemas, conforme o diretor do Sintcom/PR, é a falta de efetivo. Atualmente, os Correios de Marechal Cândido Rondon têm apenas nove funcionários para a entrega das correspondências, número abaixo das necessidades. A consequência imediata desta situação é o atraso das correspondências. Ou, o que é ainda pior, existem loteamentos da cidade onde o serviço de entrega de cartas e encomendas pelos Correios nem sequer existe. A estimativa, é que isso aconteça em 20% da sede municipal.

“Os funcionários dos Correios trabalham em Marechal Cândido Rondon são profissionais de alto gabarito que procuram fazer o melhor. O problema do atraso se deve à falta de efetivo. Por não ter um concurso público vigente e nem a expectativa de haver um novo para suprir a demanda, propomos aos vereadores a audiência pública. Queremos soluções para pressionar a direção nacional e o próprio governo federal para realizar este concurso público para que haja a contratação de funcionários e normalize o serviço de entrega dos objetos postais no município”, esclarece o diretor do Sintcom/PR.

Segundo definiram os vereadores e assessores durante a reunião de hoje, serão convidados para a audiência pública representantes dos Correios e da sociedade organizada, bem como autoridades políticas municipais, estaduais e federais. Todos os demais interessados da comunidade também poderão participar.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp