POLICIAL

Por causa de cão carro fecha carreta, que bate em ponto de ônibus e mata criança

A criança não estava usando o cinto de segurança

Paraná
GRAVE ACIDENTE | 14/07/2017 15h23

Por causa de cão carro fecha carreta, que bate em ponto de ônibus e mata criança (Foto: Rede News 24 Horas )

Um grave acidente na BR-277, em Campo Largo, matou  uma criança, 8 anos, e feriu uma mulher na manhã desta sexta-feira (14). Segundo a concessionária CCR Rodo Norte, o acidente foi por volta das 9h20 da manhã, na pista sentido interior do Paraná.

Segundo a CCR Rodo Norte, o caminhão com quatro ocupantes saiu da pista e bateu em outro veículo, no qual não houve nenhum ferido. Do caminhão, três ocupantes foram encaminhados para o Hospital do Rocio em estado moderado. A uma criança morreu no local, por ter sido ejetada no momento da colisão.

O acidente teria sido causado por conta de um cão. Segundo as informações preliminares, um carro teria fechado o caminhão que saiu da pista. As duas vítimas são familiares do caminhoneiro, que teriam caído pela janela da cabine do caminhão.

Segundo as informações da PRF -Polícia Rodoviária Federal-, ocorreu um “L” de carreta, seguida de colisão com objeto estático (abrigo de ponto de ônibus). Neste momento a criança foi ejetada e atropelada do mesmo veículo. A criança não estava usando o cinto de segurança.

As informações apuradas com a equipe da PRF, que atendeu o acidente, dão conta de que o caminhão teve os cintos de segurança retirados pelo proprietário do caminhão (não é o motorista), justamente para não oferecer caronas. No caminhão estavam o motorista, sua esposa, seu filho (de 8 anos, que faleceu) e mais um afilhado.

Ainda, fomos informados de que a mãe e o filho foram ejetados da cabine no momento do acidente, pelo fato de o caminhão só possuir o cinto para o motorista. Segundo o proprietário da empresa, o motorista estava levando a família sem ordem da empresa.

Com informações de Bem Paraná


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp