POLÍTICA

Temer e Horácio Cartes reafirmam decisão de suspender Venezuela do Mercosul

Os dois presidentes comentaram as negociações para a celebração de um acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia. Cartes disse esperar que seja possível ter a negociação concluída até o final deste ano.

Geral
POLÍTICA | 21/08/2017 17h08

Os presidentes Michel Temer e Horacio Cartes, do Paraguai, durante encontro no Palácio do Planalto. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )

Após reunião na manhã desta segunda-feira (21) entre o presidente Temer e o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, no Palácio do Planalto, os dois mandatários divulgaram um comunicado conjunto em que reafirmam o pleno acordo com a decisão de suspender a Venezuela do Mercosul.

“Os presidentes reiteraram a importância que atribuem à plena vigência das instituições democráticas como condição essencial para o aprofundamento dos processos regionais de integração. Nesse contexto, reafirmaram seu pleno acordo com a decisão de suspensão da Venezuela”, diz o comunicado.

Em breve declaração à imprensa, Cartes mencionou a crise na Venezuela e disse que é preciso procurar soluções por meios pacíficos e políticos que contribuam para recuperar a institucionalidade democrática no país.

O presidente Temer destacou que os países vizinhos compartilham a preocupação com o combate ao crime. Brasil e Paraguai tem cerca de 1,3 mil quilômetros de fronteiras e tem articulado ações para combater a atuação de organizações criminosas na região. “É uma prioridade que nos ocupa diuturnamente. É densa e bem-sucedida nossa cooperação no combate ao crime organizado”, disse Temer.

Cartes reafirmou sua disposição em construir conjuntamente políticas contra o crime. “É oportuno destacar nossa firme determinação e esforços para manter a segurança de nossos cidadãos. Temos possibilidade de atuar sistemática e coordenadamente para vencer o crime organizado, seja de onde for”, disse.

Mercosul

Ao falar do comércio entre os dois países, Temer disse que num mundo marcado por tendências isolacionistas a resposta a ser dada é a da integração. “Num mundo marcado por tendências isolacionistas, nossa resposta é cada vez mais integração. Estamos agora e queremos promover uma aliança do Mercosul com a Aliança do Pacífico. Buscando abrir o Mercosul para um relacionamento de natureza internacional”, disse Temer.

Os dois presidentes comentaram as negociações para a celebração de um acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia. Cartes disse esperar que seja possível ter a negociação concluída até o final deste ano.

Ao abordar a economia, Temer disse que Brasil e Paraguai vivem um momento de convergência de prioridades com a adoção de medidas para modernizar a economia.

Temer condecorou Cartes com o colar da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, comenda que o presidente do Brasil atribui a personalidades estrangeiras. Cartes por sua vez condecorou o brasileiro com o colar do Marechal Francisco Solano Lopes.

Com informações de Agência Brasil


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp