COTIDIANO

Vianna visita holding gigante chinesa para tratar de acordo

Nesta sexta-feira (1º), diretor-geral brasileiro adiantou pontos do convênio que será assinado neste sábado (2) em Pequim, capital chinesa


VISITA | 01/09/2017 16h29

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, discutiu nesta sexta-feira, dia 1º, alguns pontos do acordo de cooperação com a China Three Gorges Corporation (CTG), que será assinado neste sábado (2) em Pequim, capital chinesa. Vianna foi recebido no escritório da CTG pelo vice-presidente executivo, Lin Chuxue, e pelo presidente da CTG Internacional, Lu Guojun.

O convênio será assinado com a participação do presidente do Brasil, Michel Temer, e do presidente da República Popular da China, Xi Ping. A cerimônia estava prevista para esta sexta-feira (1º), mas o compromisso foi alterado para sábado (2).

Durante a visita, o diretor assistiu à apresentação da CTG. Na ocasião, foram discutidas as áreas que poderão ser beneficiadas pelo acordo como, por exemplo, operação e manutenção de usinas; gerenciamento, proteção ao meio ambiente; responsabilidade social; e turismo.

Vianna integra a comitiva oficial do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, na 9ª Cúpula do Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Antes da reunião, estão previstos vários encontros bilaterais entre os dois presidentes e autoridades brasileiras e da China, hoje a maior parceira comercial do Brasil. Temer viaja acompanhado por ministros, governadores e parlamentares.

holding China Three Gorges Corporation controla várias usinas chinesas. Entre elas, está a de Três Gargantas, a maior hidrelétrica do mundo em capacidade instalada. Itaipu é maior em geração de energia limpa e renovável com a marca de 103,1 milhões de megawatts-hora (MWh) obtida em 2016.

Acordo

O acordo entre Itaipu e a China Three Gorges Corporation prevê a realização de seminários técnicos para troca de conhecimentos em temas operacionais, seminários setoriais, estágios para jovens engenheiros, projetos de pesquisa que fortaleçam os parques tecnológicos e cooperação em projetos de responsabilidade social e desenvolvimento regional.

O documento de cooperação reforça o bom relacionamento que Itaipu já mantém com a holding chinesa. Ao longo da construção e implantação das unidades geradoras de Itaipu – e até mesmo nos estudos preliminares da usina –, vários grupos de engenheiros chineses vieram ao Brasil para conhecer a binacional e aprender com o processo que resultou neste empreendimento entre dois países.

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,4 bilhões de MWh. Em 2016, a usina retomou a liderança mundial em geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh gerados. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de 17% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 76% do Paraguai.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp