COTIDIANO

Oeste em Desenvolvimento quer ampliar faturamento regional dos fornecedores de produtos e serviços

Capacitação acontece na sede da AMOP, em Cascavel, no dia 14 de setembro. Saiba como fazer sua inscrição

Foz do Iguaçu
Programa Oeste em Desenvolvimento | 01/09/2017 16h59

O Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) promove no dia 14 de setembro, na sede da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (AMOP), em Cascavel, o “Encontro de Oportunidades para Compradores Públicos e Fornecedores”. O objetivo é capacitar fornecedores locais para ampliar o faturamento na venda de produtos e serviços às prefeituras e instituições públicas do Oeste Paranaense.

Anualmente, os órgãos públicos gastam na ordem de R$ 1 bilhão em produtos e serviços, mas apenas 40% deste valor fica na região. Com a capacitação, o Comitê Territorial dos Pequenos Negócios do POD pretende ampliar esta parcela para 60%, contribuindo com o faturamento local.

Para fazer sua inscrição, acesse o link: https://goo.gl/vnFWFm.

Segundo o consultor do Sebrae Augusto Cesar Stein, integrante do Comitê de Pequenos Negócios, o POD quer que mais empresas locais se tornem fornecedoras das instituições públicas, nos 54 municípios da região. “Primeiro, é necessário apresentar as demandas. Depois, orientá-las a se prepararem para ser fornecedoras públicas”, explicou.

Para Stein, nunca será possível atingir 100% dos produtos e serviços adquiridos pelas prefeituras, mas é possível chegar a patamares próximos a 70% ou mais desse montante. De acordo com especialistas, a cada R$ 1 vendido dentro da região, o valor pode ser multiplicado por 1,7. Ou seja, se as empresas do Oeste tiverem, por exemplo, um acréscimo de receita de R$ 300 milhões, para a economia do território, esse valor chegará a mais de R$ 500 milhões.

Etapas

Para que esse valor seja incluído na economia regional, existem gargalos a serem vencidos. Do ponto de vista do empresário local, o principal desafio tem sido romper com o paradigma de que o comprador público demora a pagar e paga pouco. Há também o excesso de burocracia. “Daí a importância das capacitações para entender os benefícios que a legislação concede às empresas”, explicou o consultor.

Outros empecilhos por parte dos empresários são a dificuldade de manter atualizadas as certidões negativas da empresa, o desconhecimento da legislação e a falta de uma análise de risco relacionada à capacidade de entrega. “Nas capacitações, orientaremos sobre como fazer e sobre o entendimento legal nos editais”.

Programação

18h30 – Abertura

19h – Apresentação do Programa Oeste Compra Oeste

19h15 – Apresentação do Potencial de Compras Regional de instituições regionais (Prefeitura de Cascavel, UFPR, Unioeste, 10ª Regional de Saúde)

20h55 – Espaço para diálogo entre compradores e fornecedores

A Itaipu

Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,4 bilhões de MWh. Em 2016, a usina retomou a liderança mundial em geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh gerados. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de 17% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 76% do Paraguai.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp