POLICIAL

Além de corpos carbonizados, Polícia Civil encontra boné com sangue e massa encefálica em árvore em Altônia

A suspeita é de que sejam dos envolvido no atentado que matou o policial Thiago


morte policial Thiago | 26/09/2017 22h49

Nenhuma hipótese foi descartada na linha de investigação da Polícia Civil (Foto: Umuarama News )
Harri mecanica

Os dois corpos carbonizados encontrados na caçamba de uma Fiat Strada que foi totalmente destruída pelo fogo, na tarde desta terça-feira (26), foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Umuarama, ainda não foram identificados, os peritos aguardam que algum familiar reclame da falta para que possa ser realizado exame de DNA para confirmar a identidade dos carbonizados. Até o momento ninguém foi até o IML, não sendo possível afirmar se os dois corpos são dos criminosos que executaram o policial militar na madrugada desta terça-feira.

Os corpos foram encontrados na Estrada Divida em Altônia, eles estavam na caçamba da pick-up, o veículo estava sem placas o que dificulta a identificação do mesmo. Perito da criminalísticas, investigadores da Polícia Civil, Delegado de Altônia Dr Reginaldo Caetano estiveram no local para averiguar a situação e recolher as evidências que foram deixadas no local.

Policiais Militares, Civis e Federais continuam por toda região em busca dos envolvidos neste bárbaro crime. No final da tarde de hoje o delegado de Altônia Dr Reginaldo Caetano que está à frente das investigações encontrou em outra estrada rural, um boné sujo de sangue, cápsulas de 12 e em uma árvore de eucalipto foi encontrada massa encefálica ainda não identificada de quem seria.

O secretário de segurança Wagner Mesquita disse que a investigação da morte do policial militar Thiago da Silva Rego é prioridade e que não é para medir esforços até o caso ser solucionado.

Nenhuma hipótese foi descartada na linha de investigação da Polícia Civil.

Assista abaixo uma reportagem do site Umuarama News com imagens do local onde aconteceram os fatos:

Com informações de Umuarama News


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp