POLICIAL

Acusado de estuprar jovem rondonense na virada do ano é preso

A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira o acusado

Mal. Cândido Rondon
preso | 08/01/2018 21h00

A Polícia Civil prendeu na tarde desta segunda-feira o acusado
Harri mecanica

Após uma série de investigações, a Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon prendeu o suspeito de ter estuprado uma jovem de 19 anos na madrugada do dia 1º deste mês. O acusado, um jovem de também 19 anos, residente na cidade, foi detido na tarde de hoje (08) por investigadores da Polícia Civil.

O delegado de Polícia Civil, Diego Valim, havia representado pela prisão do suspeito ainda na semana passada. A ação foi acatada pelo Poder Judiciário, que expediu o mandado de prisão nesta segunda-feira.

De imediato, a equipe de investigação iniciou as diligências e localizou o suspeito, efetuando a prisão. Conforme Valim, o acusado deve ser interrogado nesta terça-feira (09). Valim ainda salienta que as investigações, auxiliadas pelo Setor de Inteligência do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), obtiveram êxito após o depoimento de diversas testemunhas, que acabaram ligando os fatos ao suposto autor, haja vista o horário e o local do crime. Ainda conforme o delegado, o celular da vítima, que havia sido roubado pelo acusado, contribuiu no curso das investigações. O suposto autor teria subtraído o aparelho, mas repassado para outra pessoa.

O crime

O crime teria ocorrido quando a vítima e seu marido estavam se deslocando a pé pela Avenida Irio Jacob Welp, retornando do Lago Municipal, onde teriam ido assistir à queima de fogos da virada, quando se iniciou uma discussão entre o casal. No cruzamento da avenida com a Rua Rio de Janeiro, a jovem deixou o companheiro e seguiu sozinha pela rua com o intuito de ir até a casa de uma amiga. Contudo, nesse momento ela teria percebido que estava sendo seguida por um homem. Já próximo à Rua Marechal Deodoro, o indivíduo rendeu a jovem, ameaçando matá-la, caso gritasse. A vítima declarou ainda que o homem estava armado e teria dito a ela que tinha sido contratado para matá-la. Ela descreveu o indivíduo como sendo baixo, de pele clara, e que no momento do ato usava um boné laranja. Após abordar a vítima, o homem a teria levado até um lote baldio e pedido para ela desbloquear o celular e reinicia-lo, roubando o aparelho. Depois disse que não estava "satisfeito" e exigido que a jovem tirasse a roupa, consumando o ato sexual. Na sequência, o indivíduo acompanhou a vítima até a Rua XV de Novembro e fugido.

Após ser socorrida, a vítima foi levada para o Instituto Médico Legal de Toledo onde passou por novos exames, para confirmar o estupro, bem como coleta de material que foi encaminhado para o Laboratório Central de Curitiba.

Reconhecimento

O delegado ainda afirma que a vítima já teria confirmado a identidade do acusado. “Apresentamos algumas fotos para ela, que afirmou que o indivíduo preso era o autor. Inclusive, era o mesmo suspeito com o qual estávamos na linha de investigação”, relata Valim.

Com informações de O Presente


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp