COTIDIANO

Corpo de professor rondonense morto por afogamento deve chegar hoje à tarde

Mal. Cândido Rondon
Professor da Unioeste | 10/01/2018 12h50

Corpo de professor rondonense morto por afogamento deve chegar hoje à tarde (Foto: Reprodução )

Superada a parte burocrática existente para casos como este, os corpos do professor rondonense Alexandre Blankl Batista, 38 anos, e do jornalista gaúcho Robson Pandolfi, 31 anos, cruzaram a fronteira do Uruguai com Brasil, no município de Aceguá, no Rio Grande do Sul, por volta das 23h00 desta terça-feira.

Uma equipe da Funerária Marechal está realizando o translado do profissional da educação e a previsão é de que a chegada somente ocorra nesta tarde.

Alexandre e Pandolfi estavam passando férias na região de Punta Del Este, no Uruguai, na companhia de familiares, e foram vítimas de afogamento no encontro das águas do Oceano Atlântico com o Rio da Prata.

A tragédia ocorreu na tarde do último sábado, mas apesar de todos os esforços de seus familiares e de socorristas de Punta Del Este, os corpos foram encontrados somente na manhã de domingo.

A morte do professor motivou a decretação de luto oficial de três dias no campus rondonense da Unioeste, além de também ter sido oficializado recesso administrativo no dia de hoje.

O velório está previsto para acontecera  no pavilhão Católico a partir das 13 horas. Às 17 horas haverá a missa e em seguida o sepultamento.

Além de professor dos cursos de graduação e mestrado em História da Unioeste, em Marechal Cândido Rondon, Alexandre Blankl Batista, 38 anos, também era coordenador do Núcleo de Pesquisa e Documentação sobre o Oeste do Paraná.

Com informações de Rádio Difusora


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp