TRÂNSITO

Estradas de Santa Catarina têm queda de barreira e afundamento de pista

Alguns trechos da BR-101 chegaram a apresentar 12 quilômetros de lentidão

Geral
danos | 12/01/2018 13h12

Interdições em diversas rodovias foram causadas devido as intensas chuvas (Foto: CRISTIANO ESTRELA/ESTADÃO CONTEÚDO )

forte chuva registrada em Santa Catarina nos últimos dias causou interdições em diversas rodovias que cortam o estado. Entre os estragos registrados nas estradas estaduais estão deslizamentos de terra, afundamento de pista e alagamentos. Já nas rodovias federais, há registro de até 12 quilômetros de lentidão na BR-101 e fluxo intenso na BR-116, sem interdições.

No sentido Curitiba, o tráfego segue complicado entre os quilômetros 145 e 135 da BR-101, entre os municípios de Balneário Camboriú e Itapema. Também há registro de lentidão entre os quilômetros 63 e 58 da mesma rodovia, na cidade de Joinville.

Em Itajaí, a concessionária Litoral Sul informa que há dez quilômetros de lentidão nos dois sentidos entre os quilômetro 117 e 127. Já no trecho que liga os municípios de São José a Palhoça, a lentidão segue do quilômetro 201 até o 213.

Na BR-280, que liga a cidade catarinense de São Francisco do Sul até o município de Dionísio Cerqueira, na fronteira com a Argentina, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes informou nesta quinta-feira (11) que pequenos deslizamentos foram registrados entre os quilômetros 0 e 4, e o tráfego também segue intenso na região. Em alguns trechos também há água na pista.

Já nas rodovias estaduais, o grande volume de chuvas danificou algumas vias, e obras de emergência precisaram ser realizadas, principalmente em Florianópolis. Na SC-401, a pista marginal cedeu e uma equipe técnica do Departamento Estadual de Infraestruturas (Deinfra) precisou realizar uma proteção com pedras no local. Já a SC-405 ficou alagada no quilômetro 2,7 e um caminho alternativo precisou ser utilizado.

Pontos de interdição parcial também foram registrados na rodovia SC-404, onde a rodovia cedeu no quilômetro 4 e atingiu vários trechos de acostamento. Já na SC-406, no quilômetro 12, uma quede barreira deixou o trânsito em meia-pista. “Temos que esperar baixar a água para fazer intervenções e, em algumas situações, já estamos atuando com a prefeitura e a Polícia Militar Rodoviária para restabelecer o tráfego”, explicou o presidente do Deinfra, Wanderley Agostini.

Com informações de Gazeta do Povo


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp