COTIDIANO

Vereadores acionam Bombeiros e Defesa Civil em razão de estado precário do 24 Horas de Marechal Rondon

Requerimento assinado por Arion e Cottica e aprovado pela Câmara de Vereadores aponta irregularidades estruturais na Unidade de Saúde 24 Horas e solicita providências para o local

Mal. Cândido Rondon
requerimento | 09/02/2018 11h48

O objetivo principal das vistorias é garantir a segurança e a salubridade da unidade e, em consequência, a integridade de seus pacientes e servidores (Foto: Divulgação )

O edifício que abriga a Unidade de Saúde 24 Horas tem sido alvo constante de cidadãos rondonenses. Rachaduras, trincas e infiltrações em diversas paredes assustam seus frequentadores, que reclamam também de problemas nos banheiros e em diversos outros pontos do local.

Visando solucionar estes problemas, os vereadores rondonenses Arion Nasihgil e Adriano Cottica apresentaram na sessão desta semana da Câmara Municipal um requerimento em conjunto solicitando ao 3º SGB/4º GB do Corpo de Bombeiros, com sede em Marechal Cândido Rondon, a realização urgente de uma vistoria das condições do local, com a remessa de cópia das análises para a Casa de Leis e a tomada das providências cabíveis para a regularização do local.

Da mesma forma, os vereadores solicitaram uma vistoria das condições do local por parte da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná, com sede em Curitiba, solicitando também cópia das análises e a tomada das providências cabíveis por parte do órgão estadual.

Segundo Arion, “a Câmara Municipal já apresentou, através de seus vereadores, dezenas de indicações e requerimentos solicitando a realização de melhorias na Unidade de Saúde 24 Horas, todavia, nada tem sido feito, o que justifica um pedido de providências ao Corpo de Bombeiros e à própria Defesa Civil, que poderão fazer uma vistoria no local e autuar o Poder Executivo, apresentando recomendações e exigindo adequações”.

De acordo com Cottica, “referidas vistorias se fazem necessárias em razão de gritantes desconformidades do local, tanto em relação às normas de segurança, como em relação à própria estrutura predial, tendo em vista a existência de inúmeras rachaduras e trincas que podem estar colocando a saúde e a integridade de seus frequentadores, inclusive servidores e pacientes, em constante risco”.

Os vereadores esclarecem ainda que o objetivo principal das vistorias é garantir a segurança e a salubridade da unidade e, em consequência, a integridade de seus pacientes e servidores, tendo em vista que até o presente momento não houve a abertura da Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas – UPA, que substituirá o 24 Horas.


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp