COTIDIANO

Violência é o tema da Campanha da Fraternidade 2018

O lema, apoiado na bíblia, complementa o motivo da escolha

Geral
Campanha da Fraternidade | 14/02/2018 15h39

Nesta Quarta-feira de Cinzas não só começa a Quaresma para os católicos (Foto: A tribuna )

Nesta Quarta-feira de Cinzas não só começa a Quaresma para os católicos. Também é lançada a Campanha da Fraternidade 2018, com um tema bem atual: Fraternidade e Superação da Violência. O lema, apoiado na bíblia, complementa o motivo da escolha. Retirado do Evangelho de Mateus,  capítulo 23, ressalta: "Vós sois todos irmãos”.

A ideia é dialogar e promover a paz, analisar as múltiplas formas de violência e instruir a comunidade sobres os serviços públicos existentes gratuitamente em prol da justiça, estimulando participação social.

Quaresma

O lançamento da campanha se dá junto à Quaresma, período de 40 dias (até 29 de março) em preparação à data mais importante do ano católico, a Páscoa, que lembra a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Esse período de 40 dias da Quaresma é quando se exercitam o jejum, a esmola e a oração. A contagem se inicia sempre na Quarta-Feira de Cinzas, com a celebração da missa de imposição das cinzas na testa dos fieis.

As cinzas, oriundas da queima dos ramos do Domingo de Ramos anterior, são símbolo de reconhecimento da própria fragilidade e mortalidade humana.

O papa Francisco, líder da igreja católica, deixou uma mensagem para nortear a igreja nesse Tempo. Em seu texto, entre outras explicações, ensinou que “dedicando mais tempo à oração, possibilitamos ao nosso coração descobrir as mentiras secretas, com que nos enganamos a nós mesmos, para procurar finalmente a consolação em Deus”.

Quanto a prática da esmola, o papa disse que ela “liberta-nos da ganância e ajuda-nos a descobrir que o outro é nosso irmão”. E, por fim, afirmou que o jejum “tira força a nossa violência, desarma-nos, constituindo uma importante ocasião de crescimento”.

Com informações de A Tribuna


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp