POLICIAL

IML recolhe corpo de preso na cadeia pública de Marechal Rondon

Exame de necropsia vai apontar se houve ou não agressão por parte dos outros presos

Mal. Cândido Rondon, Pato Bragado
morte | 18/02/2018 11h36

Atualizado em 18/02/2018 12h25

preso foi encontrado morto dentro da cadeia (Foto: AquiAgora.net )

O IML de Toledo esteve na manhã deste domingo (18) na cadeia pública de  Marechal Cândido Rondon para fazer o recolhimento do corpo de um detento de 38 anos de idade. Ele seria morador de Pato Bragado.

O preso encontrado morto foi identificado como Ivo Luís Hickmann,  38 anos. Ele seria morador de Pato Bragado e estaria preso há poucos dias pelo crime de Maria da Penha. Seu corpo foi recolhido na manhã de hoje e encaminhado ao IML de Toledo para exame de necropsia.

Em entrevista a reportagem do AquiAgora.net, o Delegado da Polícia Civil Doutor Diego Valim, disse que na noite de ontem detento Ivo Luís Hickamnn estava bastante agitado e os outros presos chamaram os agentes penitenciários solicitando para que ele fosse colocado em outra ala. “Posteriormente, os presos chamaram os agentes penitenciários novamente, pois parecia que o detento estava desacordado. Nesse momento, os agentes penitenciários acionaram o investigador da polícia civil que ao ver o estado do preso acionou o SAMU”, disse Valim.

O SAMU tentou então fazer reanimação do preso que apresentou sinais vitais, porém não resistiu e veio a óbito, antes que pudesse ser encaminhado para atendimento médico.

Questionado pela reportagem do AquiAgora.net, se o detento apresentava lesões que indicassem se houve agressão por parte dos outros presos, Doutor Valim disse: “A princípio o detento não apresentava lesões externas. Somente o laudo do IML pode confirmar se foi morte natural ou violenta. Mesmo que sem lesões externas,  não descartamos nenhuma possibilidade enquanto não recebermos o laudo do IML”.


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp