COTIDIANO

Crescimento econômico faz municípios do Paraná subirem de categoria no Mapa do Turismo Brasileiro; Mercede está na lista

No total, 25 cidades poderão pleitear mais recursos para infraestrutura junto ao Ministério do Turismo

Mercedes, Paraná
Crescimento econômico | 19/02/2018 08h33

A cidade de Mercedes está da lista do municípios que poderão pleitear mais recursos para infraestrutura junto ao Ministério do Turismo (Foto: Divulgação )

A categorização atualizada dos municípios que integram o Mapa do Turismo Brasileiro mostra que 25 cidades do Paraná tiveram crescimento econômico pelo setor, seja pelo aumento do número de empregos e estabelecimentos de hospedagem por meio do turismo ou pelo fluxo de turistas.

A informação foi divulgada pelo Ministério do Turismo na sexta-feira (16). O mapa aponta que a cada 10 municípios paranaenses, sete têm potencial para desenvolver o turismo. O Paraná conta com 283 cidades no mapa – cerca de 70% do total.

O mapa tem cinco categorizaçãoes, que vão de A a E. As cidades entre A e D podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. Porém, todas que constam no mapa têm o direito de tentar recursos para infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico.

Municípios que subiram de categoria:

Antonina

Boa Vista da Aparecida

Castro

Doutor Camargo

Faxinal

Flórida

Foz do Jordão

Francisco Alves

Grandes Rios

Iguatu

Jaguariaíva

Lobato

Lupionópolis

Marilena

Marumbi

Mercedes

Nova Olímpia

Palmeira

Palotina

Pitanga

Pontal do Paraná

Renascença

Rio Bom

Rio Branco do Ivaí

Teixeira Soares

Apenas duas cidades do estado, Curitiba e Foz do Iguaçu, estão na principal categoria do Mapa do Turismo Brasileiro. Entre as 25 que subiram de categoria, está Pontal do Paraná, no litoral do estado, que chegou à segunda melhor categoria.

A cidade, que tem 23 km de orla marítima, poderá acessar recursos do Ministério do Turismo com teto anual de R$ 500 mil.

“A melhoria na classificação de um destino importante como Pontal do Paraná mostra que nossos municípios têm trabalhado cada vez mais para fortalecer a atividade turística”, avaliou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Queda

Por outro lado, 17 municípios do estado tiveram redução de categoria, caso de Arapoti, Araruna, Araucária, Boa Esperança, Cambira, Campo Magro, Goioerê, Ivaiporã, Luiziana, Maria Helena, Medianeira, Moreira Sales, Querência do Norte, Rancho Alegre, Santa Terezinha do Itaipu, São Miguel do Iguaçu e Sertaneja.

Conforme a pasta, a categorização é um processo dinâmico tem atualização periodicamente. Se um município teve o fluxo turístico e os estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na edição seguinte, quando os dados dele serão novamente considerados, poderá mudar de categoria.

Com informações de G1 Paraná


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp