COTIDIANO

Secretaria de Saúde de Pato Bragado promove busca ativa por escorpiões

Até 15 de março será realizado um inquérito em todo município

Pato Bragado
Escorpiões | 02/03/2018 16h43

Agentes Comunitárias de Saúde e de Endemias, responsáveis pelo inquérito sobre ocorrência de escorpiões (Foto: Marili Koehler )

As Agentes Comunitárias de Saúde (ACS) e Agentes Comunitários de Endemias (ACEs) realizam até o próximo dia 15, o inquérito sobre ocorrência de escorpiões na cidade, como no interior de Pato Bragado.

Para efetuarem o trabalho as equipes foram devidamente capacitadas, atendendo a solicitação da Secretaria Saúde do Estado, por intermédio da 20ª Regional de Saúde, em virtude do aumento da incidência do animal na região, relatos de picadas, inclusive com um caso confirmado de morte.

De acordo com o vigilante sanitário, Jean Carlo Pommrenke, a intenção dos envolvidos é a precaução. “Para tanto, solicitamos à comunidade para que redobre a atenção nas residências ou estabelecimentos comerciais e que permitam que os agentes realizem o serviço de inquérito, garantindo a segurança de todos”, discorre,  acrescentado que de forma alguma, a pessoa deve tocar no animal, como em qualquer outro peçonhento, mas chamar imediatamente a vigilância sanitária.

O vigilante sanitário informa que os abrigos preferidos do animal são madeiras, tijolos, telhas e demais entulhos. “Outro fato típico do escorpião é a partenogênese, ou seja, um caso particular de reprodução, na qual o embrião se desenvolve de um óvulo, sem que a fêmea seja fertilizada por um macho”, revela.

Pommrenke apresenta alguns procedimentos que são fundamentais em casos de acidentes, como não cortar, furar ou fazer torniquete no membro afetado, não sugar o local da ferida e não colocar produtos caseiros no ferimento, lavar o mesmo com água e sabão, aplicar gelo, além de manter a vítima calma e levar para atendimento médico o mais rápido possível.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp