COTIDIANO

Acimacar, Sesi e Senai realizam workshop sobre sistema eSocial

As vagas são limitadas

Mal. Cândido Rondon
WORKSHOP | 11/04/2018 18h33

(Foto: Divulgação )

Acimacar, Sesi e Senai realizam workshop sobre  sistema eSocial

Com o intuito de consolidar os bancos de dados e processos do Ministério do Trabalho e Emprego, o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), instituído em 2014, passa a valer neste ano.

Segundo o governo federal, o eSocial pretende simplificar e unificar a entrega das obrigações trabalhistas em todo país. O documento irá substituir gradativamente a RAIS, a DIRF, o CAGED e a SEFIP e outras obrigações que geram grande trabalho ao Departamento Pessoal, de RH e de Segurança no Trabalho de qualquer escritório ou empresa.

Para esclarecer todas as dúvidas sobre o novo sistema, a Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), em parceria com Sesi e Senai, realizam o workshop gratuito ‘eSocial com foco na Saúde e Segurança’, na próxima terça-feira (17), às 19 horas, na sede da entidade.

“O eSocial suprirá a necessidade de envio de relatórios separados a diversos órgãos do governo, pois será unificado através dessa ferramenta. A expectativa é que ele reduza a burocracia e aumente a responsabilidade das empresas no fornecimento de informações. O sistema terá um grande impacto no gerenciamento e na governança da empresa, uma vez que tornará as regulamentações do trabalho mais claras e individualizadas”, afirma a gerente executiva comercial do Sistema Fiep, Dirce Marlei Rusch.

Dirce destaca que entre os principais objetivos do eSocial é garantir direitos trabalhistas e previdenciários, além de simplificar o cumprimento das obrigações pelos empregadores e aprimorar a qualidade das informações recebidas pelo Estado.

“A utilização do novo processo será obrigatória e teve seu início em janeiro de 2018 para todas as empresas que, em 2016, tenham faturado mais de R$ 78 milhões e as demais ingressarão a partir de julho”, diz.

Vale lembrar que o sistema não muda a legislação, ao contrário, ajuda a cumpri-la. “Isso significa que o eSocial deve dificultar bastante, se não tornar impossível, algumas práticas que até aqui eram comuns nas instituições brasileiras.”

As vagas são limitadas. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 3284-5704 (Josiane) ou 3284-4074 (Dirce).

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp