POLÍTICA

Paraná estudará criação de centro de apoio às vítimas de violência

O objetivo é que o grupo faça a articulação entre os diversos componentes da rede de proteção às vitimas de violência

Paraná
grupo de apoio | 05/06/2018 07h53

A governadora Cida Borghetti determinou a criação de um grupo de trabalho para estudo e viabilidade da implantação do Centro de Referência de Apoio as Vítimas de Violência no Estado (Foto: Jaelson Lucas )

O Governo do Estado vai instituir um grupo de trabalho para estudar a viabilidade de implantação de um Centro de Referência e Apoio às Vítimas de Violência no Paraná. A medida foi determinada pela governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira (04), no Palácio Iguaçu, em reunião com a coordenadora de Junta do Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania de Ponta Grossa, Jurema da Silveira Gomes.

O objetivo é que o grupo faça a articulação entre os diversos componentes da rede de proteção às vitimas de violência. “Eu sempre me dediquei a esse tema. Acredito que o diálogo e a integração das equipes e dos órgãos que recebem as vítimas de violência são fundamentais para um atendimento mais ágil e efetivo”, afirmou a governadora.

O grupo será coordenado pela psicóloga Glaucia Mayara Niedermeyer Orth e pelo coordenador de Governo em Ponta Grossa, Pietro Arnaud Santos da Silva. A proposta é fazer um projeto-piloto no município e posteriormente estendê-lo a todo o Estado.

De acordo com coordenadora, a criação desse centro vai possibilitar um olhar mais humanizado e diferenciado às vitimas. “Nós já temos vários braços de atendimento dentro do Executivo e do Judiciário. O que falta é o diálogo e a integração entre essa rede. Esse centro vai viabilizar esse diálogo e esse apoio multidisciplinar às vítimas”, afirmou.

O deputado federal Aliel Machado, que participou da reunião e incentiva a criação do centro, destacou que esse trabalho de justiça restaurativa é importante para proteger às vítmas que, muitas vezes, ficam dessasistidas por falta de integração dentro da rede de apoio. 

Ele também destacou o comprometimento da governadora com o tema. “A Cida tem a sensibilidade de entender que existem essas classes que são menos assistidas e, com essa determinação, ela demonstrou que esse é um governo diferenciado”, afirmou Machado.

Presenças

Participrama da reunião o assessor especial da governadora, Alcenir Guerra, e a advogada Renata Polsaque.

Com informações de Agência Estadual de Notícia


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp