TRÂNSITO

Número de mortes nas estradas cai 69% segundo PRF

No primeiro semestre de 2018 foram registrados 379 acidentes na região de Cascavel

Paraná
fatalidades | 10/07/2018 13h35

A Delegacia da PRF de Cascavel possui sob sua responsabilidade um trecho aproximadamente 800km de rodovias federais (Foto: PRF )
Harri mecanica

No primeiro semestre deste ano a Delegacia da PRF de Cascavel registrou uma queda de 69% nas mortes ocorridas em acidentes nas rodovias federais sob sua circunscrição. O total de vítimas mortas caiu de 71 para 22, ou seja, 49 mortes a menos do que o mesmo período do ano passado.

Entre janeiro e junho deste ano, foram atendidos 379 acidentes, número 41% menor que as 651 ocorrências atendidas no primeiro semestre do ano passado. O número de feridos caiu 35,8% no período, de 694 para 445.

As principais causas de acidentes que resultaram em mortes foram: Falta de atenção à condução (27,2%), Velocidade Incompatível (18,2%) e Falta de atenção do pedestre (13,6%).

Os tipos de acidentes que mais resultaram em mortes foram Colisão frontal e saída de pista (27,2% cada), colisão transversal (18,1%) e Atropelamento de pedestre (13,6%).

Ao longo do primeiro semestre deste ano, a Delegacia da PRF de Cascavel flagrou 243 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas, 2.884 manobras irregulares de ultrapassagem e 18.176 veículos acima da velocidade máxima permitida.

A Delegacia da PRF de Cascavel possui sob sua responsabilidade um trecho aproximadamente 800km de rodovias federais, que cortam mais de 30 municípios no Oeste, Sudoeste, Centro-Oeste e Norte Paranaense, abrangendo as BR’s 277, 369, 163, 467, 158, 487 e 272.

São seis Unidades Operacionais (Postos) que atendem todo o trecho: Cascavel, Catanduvas, Laranjeiras do Sul, Ubiratã, Campo Mourão e Lindoeste.

1º Semestre de 2017

- 651 acidentes.

- 694 feridos.

- 71 mortos.

1º Semestre de 2018

- 379 acidentes.

- 445 feridos.

- 22 mortos

Com informações de CATVE


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp