COTIDIANO

Tempo seco provoca quase quatro mil incêndios florestais no Paraná

Caso alguém presencie outra pessoa colocando fogo sem autorização, o Corpo de Bombeiros alerta que é preciso ligar imediatamente para o telefone 193 e fazer a denúncia

Paraná
queimadas | 12/07/2018 16h00

Incêndio em Marechal Cândido Rondon, 08 de maio de 2018 (Foto: AquiAgora.net )

O Corpo de Bombeiros do Paraná combateu 3.793 focos de incêndios florestais no primeiro semestre de 2018. O número é 44% maior que o observado no mesmo período do ano passado, quando aconteceram 2.516 registros.

Segundo o chefe da Comunicação dos Bombeiros, major Leonardo Mendes, a falta de chuvas associada à baixa umidade do ar foi a principal causa do aumento nas ocorrências. Além disso, a chegada do inverno preocupa ainda mais. “Normalmente nesta época de inverno esses números chegam a quadruplicar em relação às outras épocas do ano. Nesta época do ano a vegetação acaba ficando mais seca, até em decorrência do clima, e o risco dos incêndios se alastrarem são bem maiores”, disse.

As cidades com maior incidência foram Paranavaí, com 391 registros, e Maringá, com 298, ambas no noroeste do Estado. Já em Curitiba foram atendidas 214 ocorrências. “Em Curitiba temos vários terrenos baldios, várias regiões de parques e matas mesmo sendo uma área urbana. Mas principalmente no entorno dos grandes centros, na região metropolitana temos maiores áreas de vegetação, então acaba que nesses locais a incidência de incêndios acaba sendo maior”, explicou.

Apesar do tempo seco, o major destaca que os incêndios não são provocados apenas por causas naturais. Jogar lixo com cacos de vidro em terrenos baldios, bitucas de cigarro, promover queimada para limpeza de terrenos e soltar balões são atitudes que contribuem para que o fogo surja e se alastre.

“Uma das causa também está relacionada aos balões, nós sabemos que principalmente no inverno, mas não só nesta época por causa da vegetação. Soltar balões é crime, que pode acarretar de dois a quatro anos de prisão, dependendo da consequência do que tenha acontecido”, disse.

Mendes também explica que as pessoas só devem tentar combater o incêndio em situações que não apresentem risco. “As pessoas quando visualizarem um princípio de incêndio podem tomar algumas atitudes desde que não se coloquem em risco. Podem usar baldes, mangueiras, mas não entrarem em terrenos baldios, terrenos desconhecidos”, alertou.

Caso alguém presencie outra pessoa colocando fogo sem autorização, o Corpo de Bombeiros alerta que é preciso ligar imediatamente para o telefone 193 e fazer a denúncia. O telefone funciona 24 horas por dia, sete dias por semana. Esse é o mesmo número em caso de emergências.

Com informações de Paraná Portal


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp