POLÍTICA

Cottica e agricultores são absolvidos do caso Gaeco

O vereador foi acusado de desviar materiais

Mal. Cândido Rondon
esclarecimento | 07/08/2018 13h11

A publicação da absolvição saiu na última sexta-feira (03), os três agricultores e Cottica estão livres das acusações (Foto: Assessoria )

Em 2015, investigações do Ministério Público apontaram a existência de fraudes, falsidade de documentos e desvios de materiais, acusando o então secretário municipal de Viação e Serviços Públicos, Adriano Cottica, pela concessão de incentivos para produtores rurais e algumas empresas sem protocolar o atendimento.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) realizou buscas na residência do secretário onde nada foi encontrado, resultando simplesmente num processo administrativo de atendimento a três agricultores com a solicitação de seis cargas de cascalho no valor de R$ 33.

Tanto o vereador como os agricultores responderam ao processo. “Não tivemos a intenção de roubar, nem lesionar a administração pública e, sim, atender as demandas dos agricultores, que há anos eram realizadas desta forma. Entramos na vida pública para ajudar as comunidades e os agricultores reconhecem o nosso trabalho”, ressalta Adriano.

A publicação da absolvição saiu na última sexta-feira (03), os três agricultores e Cottica estão livres das acusações.

Leia a matéria completa na edição impressa do Jornal Tribuna do Oeste desta quinta-feira (09).

Tribuna do Oeste é o jornal dos municípios, ele circula todas as quintas-feiras em Marechal Cândido Rondon, Nova Santa Rosa, Mercedes, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado e Quatro Pontes. Informações e assinaturas: 3254-7886 ou 99974-3988.


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp