POLICIAL

Sete pessoas são assassinadas por hora no Brasil

Dado foi divulgado pelo Forum Nacional de Segurança Pública e refere-se a 2017

Geral
assassinatos | 10/08/2018 15h55

Sete pessoas são assassinadas por hora no Brasil (Foto: https://www.cmjornal.pt/ )

 

A cada hora, todas as horas, todos os dias ao longo do ano, sete pessoas são assassinadas no Brasil. O dado foi divulgado esta quinta-feira (09) pelo Forum Nacional de Segurança Pública e refere-se a 2017, último ano a ter todos os números consolidados. 

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública compilado pelo Forum, o ano passado foi o mais violento de todos os já analisados. Em 2017, 63.880 pessoas foram assassinadas dentro do território brasileiro, um aumento de 2,9% em relação a 2016, quando já se tinha registado outro recorde de crimes.

De acordo com os números compilados pelo Forum através dos registos oficiais da polícia em todos os estados brasileiros, o estado mais violento, no ano passado, foi o do Rio Grande do Norte, no nordeste do Brasil, onde foram registados 68 homicídios por cada grupo de 100 mil habitantes. Em seguida surgem o Acre, na região amazónica, com 63,9 assassinatos por cada 100 mil habitantes, e o Ceará, outro estado no nordeste, que registou 59,1 mortes violentas por cada 100 mil.

No outro extremo, São Paulo foi o estado em que menos pessoas foram assassinadas em 2017, seguido pelo estado de Santa Catarina e pelo Distrito Federal, onde fica a capital brasileira, Brasília. Em São Paulo foram mortas 10,7 pessoas por cada 100 mil habitantes, enquanto que em Santa Catarina, no sul do país, foram registadas 16,5 por cada grupo de 100 mil pessoas, e no Distrito Federal 18,2.

Ainda de acordo com o Anuário divulgado esta quinta-feira, em 2017 o número de pessoas mortas pela polícia aumentou 20%. Já o número de polícias mortos teve uma queda de 4,9%. 

Com informações de Correio da manhã


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp