COTIDIANO

Pato Bragado dá sequência à formação pedagógica dos profissionais da educação

Inteligência emocional é a abordagem de hoje (05)

Pato Bragado
educação | 05/02/2019 12h31

Deise Rosa trabalha o relacionamento interpessoal, habilidades sociais e inteligência emocional (Foto: Marili Koehler )

Dentro da programação de retorno às aulas, coordenada pela Secretaria de Educação e Cultura de Pato Bragado, na segunda (04) e terça-feira (05), professores e professores da educação infantil participam de atividades destinadas à formação pedagógica.

A abertura das atividades ocorreu no último dia 31. Na ocasião zeladoras, merendeiras, motoristas, administrativos e estagiários participaram de capacitação aplicada pelo professor e doutor em Educação Especial, Douglas Borella. Ele trabalhou o tema: “Estresse, Ansiedade, Depressão e suas relações com a qualidade de vida pessoal e profissional-Relações Interpessoais”.

Relacionamento interpessoal e habilidades sociais

Tanto hoje, como amanhã aos professores e professores da educação infantil, os assuntos estão sendo conduzidos pela psicóloga Deise Rosa. Ontem a profissional buscou melhorar o relacionamento emocional entre equipe para que possam desenvolver o trabalho com as crianças e pais da melhor forma possível. Ética, postura profissional, respeito aos colegas e às diferenças culturais e de opiniões, considerando que professores e equipe pedagógica também são responsáveis pelo futuro dos alunos, empatia, as virtudes pedagógicas, ou seja, a insatisfação positiva, na qual o educador está sempre em busca da renovação constante, a humildade no sentido de buscar mais conhecimento, coragem para enfrentar os medos e buscar novos desafios, sem medir esforços para ser diferente, fugindo do comodismo, além das habilidades sociais e assertividade, foram assuntos discorridos.

Inteligência emocional

Hoje as explanações são acerca de como os professores devem trabalhar os sentimentos com as crianças que estão englobadas num mundo tecnológico, cada vez mais distantes das relações. “O professor precisa trabalhar com as crianças todas as relações, tanto as habilidades sociais e também de identificação de sentimentos”, discorre a psicóloga, acrescentando que para tanto partirá, à tarde para a parte prática, por intermédio da análise de desenhos dos alunos, produção de alternativas lúdicas para lidar com as emoções.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp