COTIDIANO

65% dos produtores já vacinaram rebanho contra a febre aftosa em Entre Rios do Oeste

A vacinação é obrigatória para animais jovens de zero a 24 meses

Entre Rios do Oeste
Prevenção | 29/05/2019 11h13

(Foto: Divulgação )

Vai até sexta-feira (31) a campanha de vacinação contra febre aftosa no Paraná. Nesta etapa, a vacinação é obrigatória para animais jovens de zero a 24 meses, bovinos e búfalos. A expectativa da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) é de que sejam vacinadas 4,1 milhões de cabeças.

O Município de Entre Rios do Oeste já atingiu 65% dos animais que devem ser vacinados. No ato da compra da vacina, os criadores obtêm a nota fiscal e o formulário para comprovar a vacinação, que será utilizado para atualização do cadastro na Adapar.

Os produtores devem comprovar a vacinação presencialmente nas unidades da Adapar ou pelo site www.adapar.pr.gov.br.

Os produtores que não cumprirem a obrigatoriedade poderão ser autuados. A não vacinação ou não comprovação implica em multa, definida conforme a quantidade de animais. O valor-base segue a Unidade Padrão Fiscal do Paraná (UPF), que chegou ao valor de R$ 102,49 em abril de 2019 e deve ter reajuste neste mês.

Suspensão

Essa pode ser a última campanha de vacinação contra febre aftosa no Paraná. Para isso, a suspensão da vacinação precisa ser divulgada oficialmente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Hoje, o Paraná é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa com vacinação. O objetivo é obter o reconhecimento de área livre de febre aftosa sem vacinação, com fiscalização permanente, na expectativa de atrair investimentos e abertura em mercados internacionais.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp