COTIDIANO

Paraná chega a 43 mortes por gripe em 23 cidades, diz secretaria

Boletim divulgado nesta quarta-feira (5) confirma 146 casos de Influenza no estado desde o início de 2019

Paraná
saúde | 06/06/2019 10h14

O saldo de vacinas, aberto à população em geral, era de cerca de 1 milhão de doses; do total, até esta quarta-feira, mais 376 mil doses haviam sido aplicadas em todo o estado (Foto: Romero Mendonça/Secom )

O Paraná chegou a 43 mortes por gripe Influenza em 23 cidades desde o início de 2019, conforme boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgado nesta quarta-feira (5). A maior quantidade de mortes foi em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, com nove registros.

Das 43 mortes, 38 foram por H1N1. Do total, 29,3% estão relacionadas a pessoas com mais de 60 anos, aponta o relatório. Veja, abaixo, os municípios com mortes confirmadas por gripe:

Foz do Iguaçu - 9

Curitiba - 6

Cascavel e Paranavaí - 4

Paranaguá - 2

Pontal do Paraná, Almirante Tamandaré, Colombo, São José dos Pinhais, Irati, Pato Branco, Santa Terezinha de Itaipu, Diamante do Sul, Vera Cruz do Oeste, Campina da Lagoa, Juranda, Moreira Sales, Mariluz, Rio Bom, Cambé, Marechal Cândido Rondon, Toledo e Maringá - 1

Segundo o boletim, são 146 casos da doença confirmados no estado - considerando quadros que se agravaram e precisaram de internação. No comparativo com o relatório anterior, foram 33 novos casos confirmados da doença.

Como prevenir a gripe

De acordo com o enfermeiro coordenador da Divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria da Saúde, Renato Lopes, a maneira mais eficaz para se proteger da gripe é a higiene das mãos.

 “Lavar as mãos com frequência deve se tornar um hábito. Esta é a melhor maneira de se proteger não só da gripe, mas também de outras doenças”, afirma.

As superfícies e objetos que entram em contato frequente com as mãos, como mesas, teclados, maçanetas e corrimãos, devem ser limpos com álcool.

Objetos de uso pessoal, como copos e talheres, não devem ser compartilhados. Também é necessário evitar ambientes fechados e aglomeração de pessoas.

Segundo Lopes, outra orientação importante é cobrir a boca e o nariz com um lenço descartável quando for tossir ou espirrar.

“Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e a ingestão de líquidos também ajuda na manutenção da imunidade”, diz.

Os sintomas da gripe são febre alta, acima de 38ºC, e com início repentino; tosse persistente; inflamação na garganta, sensação de cansaço, calafrios, dores musculares intensas e principalmente dificuldade para respirar.

A partir do início desses sinais, o quadro pode evoluir rapidamente para uma pneumonia ou outras infecções.

Vacina

A vacinação para os grupos prioritários terminou em 31 de maio. A cobertura vacinal desses grupos ficou em 83,91%.

O saldo de vacinas, aberto à população em geral, era de cerca de 1 milhão de doses. Do total, até esta quarta-feira, mais 376 mil doses haviam sido aplicadas em todo o estado.

Com informações de G1 Paraná


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp