POLÍTICA

Ecoponto instalado em frente à creche tem causado danos às crianças, alerta Arion

Segundo o vereador, intensa movimentação de caminhões e poluição sonora são alguns dos problemas que têm prejudicado crianças e bebês em Marechal Rondon

Expo-Rondon 2018
requerimento | 06/06/2019 17h00

Vereador Arion Nasihgil (Foto: Assessoria )

O vereador Arion Nasihgil é autor de diversas proposições apresentadas na sessão dessa semana da Câmara Municipal de Marechal Cândido Rondon. Através de uma delas, ele chama a atenção da prefeitura sobre os impactos negativos que o Ecoponto tem causado aos servidores e especialmente às crianças do Centro Municipal de Educação Infantil – CMEI Pequeno Líder, localizado na Rua Maranhão, no Jardim Líder.

O Ecoponto, que hoje funciona nas dependências do Parque de Exposições, é o local destinado e administrado pela municipalidade para o descarte e o processamento do lixo seletivo, além do recebimento de entulhos de diversas formas e também de rejeitos recicláveis.

De acordo com o vereador, nos últimos dias têm sido frequentes as reclamações oriundas de servidores, bem como dos próprios pais das crianças daquele educandário, dando conta de que o funcionamento do Ecoponto tem interferido significativa e negativamente nos trabalhos da creche, prejudicando especialmente o desenvolvimento e o aprendizado dos alunos.

Uma das reclamações correntes, destaca Arion, é a grande movimentação de veículos pesados na Rua Maranhão, onde fica a porta de entrada da referida creche, os quais frequentemente entram e saem do Ecoponto, muitas vezes carregados de material descartável. “Além de causar iminente perigo aos que por lá transitam a pé, notadamente as pequenas crianças em horário de início e término do período escolar, a intensa movimentação de caminhões tem causado diversos transtornos, tanto pessoais como patrimoniais, com o relato de vários casos de veículos particulares estacionados ao longo da rua que foram raspados pelos caminhões”, afirma.

Todavia, segundo o vereador, ainda mais preocupante é a poluição sonora e ambiental causada pelo regular funcionamento do Ecoponto, onde, além da presença constante de veículos de carga, há também a operacionalização de maquinário pesado e barulhento para a movimentação de diversas formas de resíduos, na forma de lixo, além do corte de madeira. “Por estar o Ecoponto bem defronte ao CMEI Pequeno Líder, são evidentes as perturbações e os prejuízos causados aos professores e funcionários, mas especialmente para as próprias crianças que lá frequentam”, afirma Arion.

Os altos ruídos produzidos pelas máquinas têm, conforme o vereador, atrapalhado significativamente o ensino, a educação, o desenvolvimento e a interação dos professores e agentes educacionais com as crianças, especialmente os bebês de poucos meses. “Tem se tornado frequente o relato de casos de crianças que se sentem perturbadas com a poluição sonora lá produzida, atrapalhando inclusive o sono e o descanso destas crianças, o que evidentemente não é tolerável, máxime ao tratarmos de bebês em tenra idade, que estão tendo seus momentos de necessário repouso ceifados pela movimentação de maquinário da prefeitura”, critica.

A poluição ambiental também preocupa o vereador, segundo o qual, tendo em vista que muito embora o Ecoponto sirva exclusivamente para a recolha de materiais seletivos, notadamente os recicláveis, é fato que todo tipo de descarte acaba lá sendo despejado, com o que não apenas o próprio local, mas também os seus arredores, tendem a se tornar insalubres.

“Não é admissível que um local que opera com as mais diversas formas de lixo esteja em pleno funcionamento bem em frente à uma creche, e que nada tenha sido feito para ao menos minimizar os danos causados ao conforto e a própria saúde das nossas crianças. Bebês de poucos meses estão convivendo com o barulho e a poluição de um local de descarte de resíduos por total falta de sensibilidade da administração”, finaliza Arion, que pede providências da prefeitura, solicitando análises dos impactos negativos e a tomada de providências de forma a minimizá-los, seja através da reformulação da forma de trabalho, da implementação de novas políticas ou, até mesmo, da modificação do local.

Com informações de Assessoria Vereador Arion Nasihgil


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp