COTIDIANO

Projeto da classe especial da Escola Bento Munhoz ensina importância da reciclagem

Neste ano é desenvolvida a campanha de arrecadação de tampas de garrafas pet

Mal. Cândido Rondon
Tribunal Popular | 14/08/2019 11h24

“Tampódromo” e “caixa solidária” foram entregues à Câmara de Vereadores (Foto: Cristiano Viteck )

O Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon recebeu, na sessão de segunda-feira (12), professores da Escola Municipal Bento Munhoz da Rocha Neto no espaço da Tribunal Popular. Na oportunidade, a professora Vanessa Comin fez a apresentação do projeto “Pequeno gesto gerando transformações”, que ela desenvolve com a classe de alunos especiais.

O objetivo é conscientizar estudantes, pais e professores do educandário, bem como a comunidade como um todo, sobre a importância da reciclagem para a preservação do meio ambiente.

Conforme Vanessa, neste ano é desenvolvida a campanha de arrecadação de tampas de garrafas pet (plástico duro). Todo o material recolhido é vendido e o dinheiro é investido na compra de materiais e jogos que são utilizados em sala de aula pelos alunos da classe especial, que são aqueles com deficiência intelectual.

Já foram arrecadados cerca de 200 quilos de tampinhas. Para auxiliar na coleta, o projeto espalhou diversos “tampódromos” em escolas, creches, lanchonetes, restaurantes e lojas de Marechal Cândido Rondon, Quatro Pontes e Pato Bragado.

Outro projeto, este promovido há alguns alunos pela Escola Bento Munhoz da Rocha Neto, visa a coleta de lacres de latinhas e de cartelas de medicamento, que também contêm alumínio. Este material, coletado através de “caixas solidárias” espalhadas pela cidade, é repassado aos clubes de Rotary, que então viabilizam a troca por cadeiras de rodas que são disponibilizadas à comunidade.

Agora, segundo Vanessa, a novidade é o projeto que pretende estimular a reciclagem de esponjas do tipo “scotch-brite”. Lavadas e descartadas corretamente nas casas e no comércio junto com os demais materiais recicláveis, estas esponjas são reaproveitadas como matéria prima para a produção de diversos produtos plásticos.

A professora está otimista com os resultados que estão sendo obtidos com estes projetos, que se somam às atividades da disciplina de educação ambiental da escola. Ela ressalta que são os adultos aqueles que mais resistem às mudanças em favor da reciclagem.

Por isso, além de educar as crianças para que se tornem pessoas conscientes da importância de cuidar do meio ambiente, estes projetos fazem com que os próprios estudantes influenciem os pais e demais adultos a adotarem práticas que contribuem para a reciclagem.

Os projetos apresentados pela Escola Bento Munhoz da Rocha Neto foram elogiados pelos vereadores. Ao final, os professores repassaram à Câmara um “tampódromo” e uma “caixa solidária”, tornando o Poder Legislativo mais um ponto de arrecadação de materiais recicláveis.

Com informações de Assessoria


  


Comentários

ACESSAR SUA CONTA PARA COMENTAR    ou   CADASTRE-SE

Comente esta notícia

Ao enviar seu comentário você concorda com os Termos de Uso deste espaço.


 
Facebook Twitter WhatsApp